2.ª Eliminatória da Taça de Aveiro
Macieirense segue na Taça de Aveiro
06-12-2018 | por Paulo Rui

O Macieirense esteve a vencer por 0-2 mas apenas nas grandes penalidades carimbou o acesso à próxima eliminatória da Taça de Aveiro
Estatísticas

119 Visualizações

Outras Acções
Comentar Imprimir Aumentar Diminuir Restaurar

Mourisquense, 2   - FC Macieirense, 2  (3-5, g.p.)

Estádio Castro Azevedo em Mourisca do Vouga
Árbitro: Flávio Jesus auxiliado por Miguel Martins e Gonçalo Fernandes

Mourisquense: Ferreira, Gustavo (Mira 45’), André, Rosalvo, Xano, Fábio Duarte (João Ricardo 80’), Cristiano, Neto, Ianique (Figo 45’), Ryan e Paulo Monteiro
Treinador: Beto

 Macieirense: Resende, Rosas, Gustavo, Mendes, Vidigueira, Abel, Marcelo, Maia, Jota (Serginho 66’), Cris (Huguito 82’) e Talhas (Gomes 60’)                                                                                 
Treinador: Borges
Disciplina: cartão amarelo para Maia (25’), Gustavo (42’), Paulo Monteiro (45’), Mira (50’), Marcelo (67’), Mendes (79’), Cristiano (84’), Ryan (90+4’) e Gustavo (90+4’)
Marcadores: Abel (27’), Talhas (37’) e Paulo Monteiro (65’, 73’)
 Na deslocação a Mourisca do Vouga, o Macieirense carimbou a passagem à 3.ª eliminatória da Taça de Aveiro, mas apenas na marcação de grandes penalidades.
O jogo começou equilibrado, com ambas as equipas a jogar mais na expetativa.
A partir do primeiro quarto de hora, a equipa orientada por Borges começou a ter um ascendente na partida e, na primeira oportunidade que dispôs, acabou por inaugurar o marcador.
Aos 27 minutos, Abel, com um remate colocado de pé esquerdo, fez 0-1. Empolgados com o golo,  os visitantes foram à procura do segundo, que aconteceu ainda antes do intervalo.
O Macieirense deu o primeiro aviso, à passagem do minuto 36, com Abel a fintar o guardião adversário, contudo, um defesa evitou o bis do camisola 6.
Porém, no minuto seguinte, Talhas, de cabeça, fez o segundo golo para a formação de Macieira de Sarnes, colocando justiça no marcador face ao domínio exercido ao longo da etapa inicial.
A abrir a segunda parte, Maia, à entrada da área, rematou para uma grande defesa de Ferreira, mas o Mourisquense, a partir daqui, passou a ter o controlo do encontro e reduziu, aos 65 minutos, num castigo máximo convertido por Paulo Monteiro.
Os locais  ganharam um novo alento e partiram em busca da igualdade.
Rosalvo, na sequência de um canto, cabeceou ao poste e, logo a seguir, Resende brilhou ao impedir, com uma enorme defesa, o que seria um grande golo de Figo.
No entanto, aos 73 minutos, Paulo Monteiro bisou na partida, fazendo o 2-2 final.
O jogo foi para a decisão através das grandes penalidades e aí o Macieirense foi mais eficaz, ao não desperdiçar nenhuma, acabando por vencer por 3-5.

 

Comentar

Anónimo